terça-feira, 9 de setembro de 2014

1º Congresso Brasileiro do Design Inteligente



1o. TDI-BRASIL - Primeiro Congresso Brasileiro do Design Inteligente 14, 15 e 16 de Novembro de 2014 The Royal Palm Plaza Campinas, SP. Inscrições no site do evento, confira aqui:

Teremos diversas palestras de cientistas e profissionais das mais diversas áreas do conhecimento científico. Será um evento histórico que marcará a consolidação da TDI no Brasil e reunirá pela 1a. vez os inúmeros defensores do Design Inteligente espalhados por todos os cantos do país.

O 1o. TDI-BRASIL se iniciará na sexta-feira 14 de Novembro as 18:30 h com cerimônia de abertura, palestras de abertura e um jantar de gala com musica ao vivo.

No sábado 15 de Novembro teremos várias palestras e discussões, almoço no The Royal e um break a tarde de quase 2,5h para confraternização na piscina do hotel seguido a partir das 16:30h de mais palestras e debates até as 21h, e ai mais um jantar de gala (Noite da Pizza).

No domingo teremos mais palestras pela manha, seguido de mesa redonda e uma assembleia histórica com a criação da Sociedade Brasileira do Design Inteligente e a elaboração do Primeiro Manifesto público TDI-BRASIL sobre o ensino da evolução e do Design Inteligente em nossas escolas e universidades públicas.

Mais Detalhes (aqui) sobre o 1o. Congresso da TDI-Brasil, um evento histórico! Confira abaixo os palestrantes já confirmados.


Resenha: Tudo é química e é na Química que vemos as assinaturas da ação que causou a Vida. É pela Química, ao nível atômico e molecular, que bem percebemos como as coisas funcionam e como os processos químicos estão arquitetados para que a Vida possa se auto suster, obter energia, se proteger do meio ambiente hostil, armazenar e utilizar informação e se reproduzir, entre tantos outros processos essenciais a qualquer coisa que queiramos chamar de Vida. Nessa palestra vamos discutir alguns desses processos, ao nível molecular, e mostrar com fatos químicos como a Química da Vida refuta causas naturais e apontam como nunca antes para o Design Inteligente na estruturação da Química da Vida.

CV: Rodinei Augusti. Químico, graduado pela Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP. Mestre e Doutor em Química pela UNICAMP. Pós-Doutor em Química pela Purdue University (EUA). Professor associado da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Desenvolve trabalhos sobre a aplicação da espectrometria de massas em várias áreas, como o monitoramento de reações de interesse ambiental e o controle de qualidade de bebidas alcoólicas. É assessor das revistas científicas: Rapid Communications in Mass Spectrometry, Journal of Mass Spectrometry, Analytical Chemistry, Inorganic Chemistry, Journal of the Brazilian Chemical Society, Analyst (London), Journal of the American Society for Mass Spectrometry e Química Nova.


Resenha: Nesta palestra será discutido um dos temas mais intrigantes da vida, ou seja, os fantásticos mecanismos bioquímicos de extrema complexidade e de altíssimo nível de inteligência, sofisticação e informação que levam a nossa individualidade como ser. Seriam a recombinação gênica e a segregação dos homólogos durante a gametogênese obras do evolução darwiniana e seus mecanismos de seleção natural agindo sobre mutações e duplicações gênicas? Ou os fatos nos fariam concluir definitivamente pela ação de um Designer inteligente?

CV: MARCELO ALVES VARGAS -UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE - FURG -Biólogo, licenciado e bacharel formado pela Universidade Federal do Rio Grande (FURG), mestre em ciências fisiológicas: Fisiologia animal, também formado pela Universidade Federal do Rio Grande (FURG) e doutor pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Atualmente é professor adjunto II da Universidade Federal do Rio Grande (FURG) e atua nas disciplinas de Biologia Celular, Embriologia e Histologia em diferentes cursos. Sua linha de pesquisa envolve os efeitos da radiação UV no sistema visual e a ação fotodinâmica de HPAs induzidos pela radiação UV nos animais.


Resenha: Nessa palestra serão abordados os tópicos seguintes:

OS PRESSUPOSTOS EQUIVOCADOS DOS EDUCADORES E PROFESSORES SOBRE A TE

A. Não há dificuldades com a TE
B. Fora da TE só há respostas religiosas
C. Os enunciados sobre evolução nos livros didáticos são confiáveis
D. Qualquer dúvida sobre a TE é inconcebível por ser Ciência e ser uma teoria já aceita há muitos anos

II. AS FRAUDES NOS LIVROS DIDÁTICOS

A. A experiência de Urey-Miller e a biogênese
B. As fraudes dos hominídeos
C. A semelhança do homem com o chimpanzé
D. Os bicos dos tentilhões das Ilhas Galápagos
E. Mariposas de Manchester Orchestra
F. Os embriões de Haeckel

III. PROPOSTA PARA UMA EDUCAÇÃO SEM PRECONCEITO

A. Um ensino mais construtivista que valorize questionamentos
B. Analisar outras teorias em aulas como a Teoria do Design Inteligente .

CV: MÁRIO MAGALHÃES - UNIDADE INTEGRADA PROFESSOR LUIS REGO Licenciado em Letras pela Universidade Estadual do Maranhão – UEM (2002). Mestre em Teologia Exegética pelo Centro Presbiteriano de Pós-graduação Andrew Jumper – Universidade Mackenzie (2006). Mestre em Educação pela Universidad Americana (2010). Bacharel em teologia pelo Instituto Bíblico Betel Brasileiro (1992).Professor do curso de Letras da UEM e Professor da Unidade Integrada Professor Luis Rego. Tem experiência em Línguas Clássicas, atuando principalmente em: Estilo, Evangelho, Grego, Manuscrito, Texto.



Resenha: A matéria se converte em energia, e energia em matéria, mas a informação é informação, não é matéria nem energia. A informação da Vida é, ainda, formada por um sistema alfabético químico semântico e abstrato, e por um código que não pode, por princípio e pelas leis naturais da informação, estar ligado a qualquer força química. E isto é um fato que a química tem confirmado de uma forma cabal e aparentemente definitiva. Mais ainda, a informação da Vida e o seu código usam as leis da química de uma forma espetacularmente inteligente, o que se vê na dupla hélice do DNA, na escolha das quatro bases nitrogenadas, no par RNA/DNA, na troca de timina por uracila e no par ribose/desoxi-ribose, e na "redundância" magnificamente inteligente do código genético. Mais ainda, a informação da Vida é zipada e encriptada, maximizada ao extremo, através de estratégias como a do overlapping genético e splicing alternativo. Informação de mais alta qualidade, ápice da inteligência química. A informação da Vida comprova a TDI através de leis naturais científicas e conhecimento científico recente da mais alta sofisticação. A impossibilidade de tal informação ter surgido de matéria e energia refuta, ainda, por leis naturais, qualquer possibilidade de forças naturais terem formado o Universo e a Vida. Jaz refutada a evolução darwiniana e qualquer outra teoria que já foi ou venha a ser elaborada que procure invocar matéria ou energia como suas causas. A informação destrói os fundamentos do materialismo filosófico, e ao mesmo tempo apresenta prova irrefutável de Design Inteligente. Ela também comprova a TDI como teoria científica, por oferecer aos seus críticos uma forma também clara de refutá-la.CV - Marcos N. Eberlin: Graduação (1982), mestrado (1984) e doutorado (1988) em Química pela Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP e pós-doutorado no Laboratório Aston de Espectrometria de Massas da Universidade de Purdue, USA (1989-1991). Atualmente é professor titular MS-6 da Universidade Estadual de Campinas, na qual coordena o Laboratório ThoMSon de Espectrometria de Massas (http://thomson.iqm.unicamp.br/). É membro da Acadêmia Brasileira de Ciências (2002) e comendador da Ordem Nacional do Mérito Científico (2005). Recebeu o Prêmio Zeferino Vaz de Reconhecimento Acadêmico (2002) e Prêmio Scopus-Capes (2008) de excelência em publicações e formação de pessoal. É presidente (2009) da Sociedade Internacional de Espectrometria de Massas (IMSF) e presidente executivo da Sociedade Brasileira (BrMASS), e editor associado do periódico Jounal of Mass Spectrometry da Wiley. Orientou quase uma centena e meia de mestres, doutores e pós-doutores e seu grupo de pesquisa é hoje um dos maiores do Brasil, com cerca de 55 pesquisadores. Já publicou cerca de 650 artigos científicos com perto de 10 mil citações em áreas diversas da Química e Bioquímica, e Ciências dos Alimentos, Farmacêutica e dos Materiais.



Resenha: A vida existe, é um fato! O discurso ideológico de uma ala da comunidade científica defende que esta existência é fruto de eventos aleatórios em condições peculiares da matéria. Este discurso deixa de lado cerca de trezentos e cinquenta anos de pura Ciência e se volta para interpretações impertinentes e mistificações, revelando ser de caráter anticientífico. A termodinâmica, como é ensinada em qualquer bom livro de graduação, permite avaliar concretamente a possibilidade da existência de sistemas vivos ordenados a partir de condições aleatórias e pode ser aplicado a qualquer sistema de projeto inteligente. Nesta palestra os conceitos básicos de termodinâmica – energia e entropia – serão aplicados em sistemas de ordenamento simples para mensurar sua viabilidade. Os resumos apontam para a completa impossibilidade da existência de seres vivos gerados sem qualquer design inteligente.CV: Kelson Mota T. Oliveira - Prof. Dr. em Físico-Química - Laboratório de Química Teórica e Computacional (LQTC), Departamento de Química, Universidade Federal do Amazonas (UFAM), com pesquisas em Química Teórica & Computacional, na área de mecânica quântica molecular e coordenador do Grupo de Pesquisa em Química teórica e Computacional. Químico graduado pela UFAM; mestre e doutor em Físico-Química pela Universidade de São Paulo (USP/São Carlos). Orientador de mestrado e doutorado em Físico-Química e professor do PPGQ/UFAM. Membro do 1º Conselho Superior da FAPEAM (Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado do Amazonas). Coordenador responsável pela criação do Programa de Pós-Graduação em Química da UFAM (2007)



Resenha: Evidências de DI na Biologia: mimetismo e camuflagem
Características de alta complexidade estão envolvidas nos fenômenos biológicos da camuflagem e do mimetismo, induzindo adeptos da teoria da evolução a elaborar explicações naturalistas baseadas em seleção natural e mutacionismo, levando a hipóteses como a da evolução convergente. No entanto, os processos e mecanismos necessários para se produzir a extrema complexidade de fenômenos como a camuflagem e o mimetismo constituem-se em obstáculo, e não em evidência, às explicações naturalistas. Uma análise científica despida de preconceito demonstra que o mimetismo e a camuflagem podem representar evidências consideráveis em favor da Teoria do Design Inteligente.CV: Ricardo B. Marques: Biólogo, bacharel e licenciado pela Universidade Federal do Ceará – UFC. Mestre em Desenvolvimento e Meio Ambiente (M.S./UFC). Paleontólogo, cadastrado no Directory of Palaeontologists of the World, com pesquisas em paleoicnologia de vertebrados e paleoherpetologia. Zoólogo, cadastrado no World Directory of Primatologists, pesquisas em sistemática e ecologia animal, anatomia comparada, herpetologia e etologia. Neurobiólogo, membro da International Mind, Brain and Education Society (IMBES), da Global Association for Interpersonal Neurobiology Studies (GAINS), da International Neuropsychoanalysis Society (NPSA) e da Sociedade Brasileira de Neurociências e Comportamento (SBNeC). Foi professor de Biologia Geral, Sistemática Animal e Zoologia (UFC) e de Biologia Celular e Molecular e Biofísica (FATECI). Membro da American Society for Biochemistry and Molecular Biology (ASBMB). Foi Diretor Científico do Instituto Cearense de Ciências Naturais (ICCN). Especialista em Neuropsicologia pela Unichristus. Atualmente leciona Neurociência Aplicada em cursos de Pós-Graduação (Unichristus).e faz atendimento clínico como neuropsicoterapeuta. Analista de Inteligência e Contra-Inteligência (Membro ABRAIC) e consultor em Gestão do Conhecimento (membro SBGC). Formação em Astrobiologia pela University of Edinburgh (UK).

CV: ENEZIO E. DE ALMEIDA FILHO COORDENADOR DO NÚCLEO BRASILEIRO DO DESIGN INTELIGENTE

Possui graduação em Ciências Humanas pela Universidade Federal do Amazonas (1980) e mestrado em Historia da Ciência pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2008). Doutorando em História da Ciência, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2009). Coordenador do NBDI (Núcleo Brasileiro de Design Inteligente), Campinas - SP, desde 1998.

Lido em: Ciência e Fé

2 comentários:

Donizete Romon disse...

Participei e fotografei o último dia do encontro e divido as fotos com todos. Excelente iniciativa da realização do Congresso. Palestras esclarecedoras e instigantes.

Segue o link

https://plus.google.com/u/0/photos/104213749111560937279/albums/6082655916297316673

André Luiz Marques disse...

Muito boas as fotos, amigo Donizete! Obrigado por compartilhar com os leitores do nosso blog! Amanhã vou usar as fotos pra fazer uma postagem especial, se me permite.

Related Posts with Thumbnails
Related Posts with Thumbnails
BlogBlogs.Com.Br